Estudantes e professores protestam em Guaratinguetá contra cortes nas universidades públicas - Jornal de Guaratinguetá Jornal de Guaratinguetá

Estudantes e professores protestam em Guaratinguetá contra cortes nas universidades públicas

15 de maio de 2019

Estudantes da Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá (FEG) e a APEOESP seguem em protesto, na manhã desta quarta-feira (15), pela Avenida Doutor Ariberto Pereira da Cunha e no centro de Guaratinguetá. A manifestação é contra o corte de 30% anunciado pelo governo federal às universidades públicas.

Cerca de 120 estudantes e professores participam dessa manifestação que se entenderá ao longo do dia em frente a entidade. Já, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves, na região central da cidade também ocorre o protesto com aproximadamente 60 pessoas, manifestação esta organizada pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP).

Motivo da Manifestação

No dia 30 de abril, o ministro Abraham Weintraub (Educação) anunciou o corte de verbas em instituições públicas de ensino superior. Inicialmente, havia falado sobre a UnB, a UFF e a UFBA.

Depois, o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Junior, afirmou em entrevista que a medida valeria para todas as universidades federais. O bloqueio seria de 30% em seus orçamentos. Só passava a valer a partir do 2º semestre deste ano, de acordo com o MEC.

Segundo o ministro Abraham Weintraub, as universidades federais teriam as verbas bloqueadas caso não apresentem o desempenho acadêmico esperado. Além disso, afirmou que não seria aceito a promoção de “balbúrdia” nos campi.

   Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará