Grupo de teatro apresenta espetáculo gratuito “Palavras e Cantos em Cena” « Jornal de Guaratinguetá

Grupo de teatro apresenta espetáculo gratuito “Palavras e Cantos em Cena”

8 de novembro de 2018

O grupo de teatro “Ação Encena” estreia em Guaratinguetá o espetáculo “Palavras e Cantos em Cena”, nesta quinta-feira (8), às 19h30min, no Museu Frei Galvão, localizado na Praça Conselheiro Rodrigues Alves, N°48, 2º andar – Centro. E o melhor de tudo isso, o espetáculo é gratuito!
O belo espetáculo é dedicado aos 130 anos de Fernando Pessoa e aos 120 anos de Bertolt Brecht. O evento possui poemas de Fernando Pessoa, Bertolt Brecht, José Régio, Patativa do Assaré e músicas de Geraldo Vandré, Chico Buarque, Cazuza e Renato Russo.

O texto principal é composto de duas esquetes: a primeira, O Diretor que Veio de Fora, questiona a supervalorização das pessoas de grandes centros, em detrimento aos valores locais, das pequenas cidades; a segunda, O Banquinho, é uma metáfora da vida social, vista por seus personagens básicos como o trabalhador explorado (marceneiro), a figura da lei (advogado) e da repressão (policial), a igreja (religiosa) e a consciência, questionando os valores instituídos

O grupo de teatro “Ação Encena” estreia em Guaratinguetá o espetáculo “Palavras e Cantos em Cena”, nesta quinta-feira (8), às 19h30min, no Museu Frei Galvão, localizado na Praça Conselheiro Rodrigues Alves, N°48, 2º andar – Centro. E o melhor de tudo isso, o espetáculo é gratuito!

O belo espetáculo é dedicado aos 130 anos de Fernando Pessoa e aos 120 anos de Bertolt Brecht. O evento possui poemas de Fernando Pessoa, Bertolt Brecht, José Régio, Patativa do Assaré e músicas de Geraldo Vandré, Chico Buarque, Cazuza e Renato Russo.

O texto principal é composto de duas esquetes: a primeira, O Diretor que Veio de Fora, questiona a supervalorização das pessoas de grandes centros, em detrimento aos valores locais, das pequenas cidades; a segunda, O Banquinho, é uma metáfora da vida social, vista por seus personagens básicos como o trabalhador explorado (marceneiro), a figura da lei (advogado) e da repressão (policial), a igreja (religiosa) e a consciência, questionando os valores instituídos

– O roteiro e a direção são de Jorge Nicoli.

– Integrantes do grupo: Jorge Nicoli, Toninho Galhardo, Miriam Barbosa, Rosalice Filippo, Lucilena Amann e Jorge Abdalla.

– Duração: 50 minutos. Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará.