Mais 2 mil escolas estaduais serão revitalizadas com trabalho de presos de Potim e demais Penitenciárias « Jornal de Guaratinguetá

Mais 2 mil escolas estaduais serão revitalizadas com trabalho de presos de Potim e demais Penitenciárias

31 de janeiro de 2019

O Governador João Doria lançou nesta quarta-feira, dia 30 de janeiro, o projeto Escola + Bonita. A parceria entre as Secretarias da Administração Penitenciária (SAP), da Educação e de Desenvolvimento Econômico prevê a revitalização de 2,1 mil escolas estaduais de São Paulo até 2020. Na região do Vale do Paraíba, 150 reeducandos que cumprem pena no regime semiaberto atuam na pintura de seis escolas nas cidades de Pindamonhangaba, Potim, São José dos Campos, Taubaté e Tremembé.

“A pintura será feita em horários que não interrompam a utilização da escola e com todos os cuidados devidos, com tintas que não têm cheiro, para permitir que no dia seguinte professores, gestores, funcionários e alunos também possam frequentar”, afirmou Doria.

Por meio do Via Rápida Expresso, serão pintadas 500 escolas paulistas até o final do ano. Nessa iniciativa, os sentenciados recebem capacitação profissional e desenvolvem habilidades de pintura e de restauração em cursos de curta duração. Outras 1,6 mil instituições de ensino serão recuperadas graças ao trabalho de detentos contratados por intermédio da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” – Funap, totalizando 2,1 mil unidades escolares em todo Estado.

Com a aliança entre as três Secretarias, além de dar cara nova a prédios públicos e contribuir na melhoria das condições de ensino, os presos do regime semiaberto recebem o diploma de pintores. “O projeto oferece uma oportunidade para que esses reeducandos, ao término da pena, saiam em liberdade capacitados para exercer uma profissão”, completa o secretário da SAP, Coronel Nivaldo Cesar Restivo.

Sobre o Via Rápida Expresso

O Via Rápida Expresso é uma modalidade do Programa Via Rápida coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico que tem como objetivo oferecer cursos de curta duração, na área da construção civil (pintores), para presos do regime de semiaberto, internos em regime de semiliberdade da Fundação Casa e trabalhadores desempregados.

Foto/Divulgação: SAP – Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará