Homem é detido por provável agressão a esposa na presença dos filhos em Guaratinguetá « Jornal de Guaratinguetá

Homem é detido por provável agressão a esposa na presença dos filhos em Guaratinguetá

13 de março de 2018

DDM – Delegacia de Defesa da Mulher

Um homem de 38 anos foi detido por provável agressão a sua esposa dentro de um veículo na presença dos filhos, na tarde desta segunda-feira (12/03) por volta das 13h. O suposto agressor teria sido detido em frente a Companhia de Polícia Militar, em Guaratinguetá.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência da Polícia Militar e Civil, o casal está em processo de separação, e segundo a esposa do suposto agressor, ele havia saído de casa há mais de três dias e tinha levado alguns pertences da residência. Ainda segundo a mulher, de 27 anos, ela teria se encontrado com o marido na tentativa de reatar o relacionamento, mas houve um desentendimento entre eles, na presença dos dois filhos, um menino, de um anos e três meses, e uma menina, de 8 anos. A mãe das crianças informou também a polícia, que foi agredida com um soco no rosto e forçou o marido a entrar na rua da Companhia de Polícia Militar, para pedir por socorro.

Na versão do suposto agressor, ele tinha saído de casa e estava morando em Pindamonhangaba e teria vindo em uma audiência no fórum de Guaratinguetá, juntamente com um funcionário, mas acabou atendendo o pedido de sua esposa para se encontrarem. Ele informou a PM, que a sua amasia forçou seu funcionário a descer do carro para ficar sozinha com ele e os filhos, e que em momento algum havia agredido ela, mas sim se protegido de suas agressões, tanto verbal como corporal. E, informou também que sabia onde se localizava o destacamento policial e seguiu com o carro até lá. Na chegada em frente a Companhia, sua mulher estava muito alterada e teve que segurar seu braço, foi aí que ela começou a gritar por socorro.

A Polícia Militar de pronto atendeu a ocorrência e as duas crianças foram retiradas do veículo, tendo em vista que, a menina estava nervosa e chorando muito. O suposto agressor foi detido e encaminhado a DDM – Delegacia de Defesa da Mulher, onde foi ouvido pela delegada, sendo liberado após pagar fiança de R$ 1,000.00 reais, e vai responder em liberdade.  Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará.