Operação: Ministério Público investiga desvio de recursos públicos na Câmara Municipal de Potim « Jornal de Guaratinguetá

Operação: Ministério Público investiga desvio de recursos públicos na Câmara Municipal de Potim

11 de março de 2019

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a 1ª Promotoria de Aparecida deflagraram, na manhã desta segunda-feira (11/03), a Operação Endosso Final contra desvios de recursos da Câmara Municipal de Potim. A ação conjunta conta com promotores de Justiça, fiscais do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (Unidade de Guaratinguetá) e policias militares do 2º Batalhão de Choque da Capital.

Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão na cidade de Potim e Guaratinguetá, e entre os alvos estão as sedes da Prefeitura e da Câmara Municipal de Potim.

A operação é resultado de uma investigação iniciada por informações do TCESP que, em fiscalização nas movimentações bancárias da Câmara Municipal de Potim, descobriu indícios que apontavam desvios de valores para pagamento de contas particulares de servidores do Legislativo, falsificação de autenticações mecânicas em guias de pagamento, adulteração de beneficiários de boletos de pagamento, depósitos bancários em contas de familiares de servidores do Legislativo e saques de cheques endossados em espécie na boca do caixa de Instituição Financeira e Lotérica, tudo com apropriação de valores que deveriam ser utilizados para o pagamento de guias de INSS, FGTS e IRRF.

Até o término desta reportagem, haviam várias viaturas de polícia em frente a Câmara Municipal e na sede da Prefeitura de Potim, porém não foi possível contato com o poder Legislativo e nem mesmo o Executivo.

Fonte: Núcleo de Comunicação Social – Ministério Público do Estado de São Paulo – Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará