Em menos de três dias Polícia Civil esclarece crime de homicídio ocorrido em pátio de restaurante em Guaratinguetá - Jornal de Guaratinguetá

Em menos de três dias Polícia Civil esclarece crime de homicídio ocorrido em pátio de restaurante em Guaratinguetá

17 de janeiro de 2020

Polícia Civil da DIG – Delegacia de Investigações Gerais de Guaratinguetá

A Polícia Civil do Estado de São Paulo, por intermédio da Delegacia de Investigações Gerais – DIG de Guaratinguetá, esclareceu nesta manhã, dia 17.01.2020 o crime de homicídio ocorrido em 15.01.2020, no pátio de um restaurante, no Clube dos 500, ocasião em que um homem de 37 anos, morador de rua, foi violentamente morto mediante diversos golpes de faca. Os investigados foram identificados como sendo dois irmãos, L.H.B.P e J.L.B.P, ambos maiores de idade e residentes em Guaratinguetá, os quais, após confrontados com diversas provas e indícios obtidos mediante intensa investigação, acabaram por confessar o delito.

O crime teria ocorrido após solicitação de um terceiro indivíduo e teria como motivação desavenças anteriores em razão do tráfico de entorpecentes.

Cabe ainda consignar que ambos já foram investigados pela Delegacia de Investigações Gerais de Guaratinguetá pela prática de um roubo consumado, fato este esclarecido e que dias antes do homicídio originou Mandados de Prisão em desfavor da dupla, mandados estes que foram cumpridos, estando eles à disposição da Justiça.

Investigações ainda estão em curso visando a plena elucidação do delito.

O crime 

Um homem de aproximadamente 40 anos foi encontrado morto com várias perfurações pelo corpo, no início da madrugada de quarta-feira (15/01), pelo pátio de uma rede de restaurante, no Clube dos 500, em Guaratinguetá. Ao lado do corpo da vítima havia uma faca.

De acordo com informações da Polícia Militar, o médico do resgate esteve no local e constatou o óbito do homem que era andarilho e conhecido como Bruno. O corpo tinha diversas perfurações, sendo no tórax, abdômen, face, crânio, coxa e costas, provavelmente foram causados por arma branca (faca).

Ainda segundo a PM, testemunhas afirmaram que durante a noite ouviram gritos e, em seguida avistaram dois indivíduos fugindo de bicicleta.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guaratinguetá onde aguardava identificação, pois a vítima não portava documentos.

Clique AQUI e comente no Facebook do Jornal de Guará 

www.jornaldeguara.com.br – A informação a um click de você