Paciente retorna pra casa com dor por causa da demora no atendimento no Pronto Socorro em Guaratinguetá - Jornal de Guaratinguetá
*ROLE PARA CIMA PARA LER A NOTÍCIA*

Paciente retorna pra casa com dor por causa da demora no atendimento no Pronto Socorro em Guaratinguetá

11 de janeiro de 2019

O esposo de uma paciente que estava no Pronto Socorro Municipal retornou para casa na terça-feira (08), com a esposa sentindo muitas dores. Isso ocorreu por causa da demora no atendimento na unidade hospitalar, em Guaratinguetá.


“ Na terça-feira, levei minha esposa no Pronto Socorro Municipal, por causa das fortes dores que sentia nas costas. Chegamos no pronto atendimento às 17h, onde fizemos a ficha. Em seguida, pasmem, nos deram uma pulseira azul que representa que o paciente não tem urgência no atendimento. Com isso, ficamos até às 22h aguardando e nada da minha esposa ser atendida. Além disso, presenciamos pessoas chorando de dor na recepção. Sem saber onde recorrer, decidimos voltar para casa. Até quando vamos passar por isso”, disse Anderson, morador do bairro Pedregulho.

Em Nota

O Hospital Maternidade Frei Galvão, por meio de sua Assessoria de Imprensa, esclarece que neste primeiro mês de funcionamento do Pronto Socorro Municipal de Guaratinguetá não mediu esforços para atender com excelência os pacientes do Sistema Único de Saúde. Nesta fase de reestruturação do Pronto Socorro, estamos melhorando os processos, diariamente, para um melhor atendimento aos munícipes.

Informamos ainda que a demanda de atendimento no Pronto Socorro Municipal está dentro da normalidade e, de acordo com os critérios técnicos da classificação de risco, que determina a prioridade no atendimento através de pulseiras colocadas nos pacientes: vermelha – emergência, laranja – muito urgente, amarelo – urgente, verde – pouco urgente, azul – não urgente. Identificamos que cerca de 50% dos atendimentos são classificados como não urgentes e menos de 13% são de urgência e emergência, que são a prioridade do serviço.

Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará