× INÍCIO GUARÁ REGIÃO

Justiça bloqueia bens da empresa Rodoviário Oceano em Guaratinguetá

31 de julho de 2020

Haverá uma reunião com possível reintegração de funcionários demitidos

Depois de forma incansável pelas buscas de seus direitos trabalhistas em forma de paralisação e uso das mídias do Jornal de Guará, rádios e Tv, os 75 ex-funcionários da empresa Rodoviário Oceano tiveram uma informação positiva do Sindicato da Categoria.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Vale do Paraíba, a juíza da Justiça do Trabalho concedeu liminar favorável  ao sindicato, com determinação do bloqueio de bens da Rodoviário Oceano no valor aproximados de 300 mil reais.

Inclusive, foi inserido no processo (0011135-09.2020.5.15.0020) que a juíza teve acesso a links de áudios de manifestações do Prefeito Marcus Soliva, bem como do Jornal local e reuniões com os funcionários. Além disso, soube também que a proprietária da empresa tem passado dificuldades financeiras. Com base nessas provas e dos noticiários, a liminar foi concedida ao sindicato da categoria.

A juíza ainda advertiu no processo que caso a proprietária e a sócia façam quaisquer transações realizadas a partir da ciência dessa decisão, a ponto de levá-las a falência/insolvência poderá ser considerada crime, além de ineficácia do ato praticado.

O Ministério Público do Trabalho recomendou que haja uma reunião e,  reintegração de funcionários demitidos será discutida.

Ex-funcionários na paralisação em frente a empresa 

Cerca de 40 ex-funcionários da Rodoviário Oceano estiveram em manifestação em frente a garagem da empresa no dia 17 de julho, no Campo do Galvão, em Guaratinguetá. O motivo principal seria que os trabalhadores ainda não tiveram uma resposta referente aos seus direitos trabalhistas. Inclusive, a maioria da categoria estão reivindicando a liberação do FGTS que ainda está retido.

Além disso, vários deles estão sem garantia de receber o benefício, pois a empresa há anos não vinha depositando o FGTS na conta dos trabalhadores. Com isso, os ex-funcionários estão buscando seus direitos, tanto com advogados como em manifestações, na tentativa de obter uma resposta da empresa.

Até o presente momento nossa redação não obteve nenhuma resposta da empresa Rodoviário Oceano, nem mesmo a Prefeitura quis se pronunciar sobre o assunto.

Clique AQUI e comente no Facebook do Jornal de Guará/Marcos Aurélio

www.jornaldeguara.com.br – A informação a um click de você