Polícia Militar evita possível tragédia durante tentativa de furto a igreja em Guaratinguetá - Jornal de Guaratinguetá

Polícia Militar evita possível tragédia durante tentativa de furto a igreja em Guaratinguetá

23 de setembro de 2019

Imagens/Divulgação: Polícia Militar de Guaratinguetá

A Polícia Militar de Guaratinguetá evitou uma possível tragédia durante a tentativa de um furto numa igreja na madrugada deste domingo (22/09) por volta da 1h15, na rua Dos Mórmons, no bairro Pedregulho, em Guaratinguetá. Dois jovens foram flagrados pelos policiais em frente ao local. Um deles informou na delegacia que planejava esquartejar o amigo dentro do templo.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes foram averiguar sobre dois suspeitos que haviam sido vistos por populares, tentando serrar o cadeado do portão da igreja. Na abordagem em frente ao templo, um deles usava uma touca ninja, um par de luvas e sobre a cintura havia uma faca de aproximadamente 15 centímetros.

Na averiguação, os agentes constaram que a corrente e parte do cadeado do portão já estavam serrados. Além disso, vários objetos foram encontrados em uma mochila, sendo: um ardo de serra, dois simulacros e uma lanterna. Em diálogo, o suspeito de 23 anos disse aos agentes que todos objetos eram dele e, estava tentando adentrar no templo. Informou ainda que havia praticado vários roubos em Aparecida à mão armada e furto de uma moto. Ele foi preso em flagrante juntamente com o comparsa de 28 anos.

Em diligência na casa do suspeito de 23 anos, os agentes conversaram com a mãe dele, que autorizou a entrada na residência. Ela disse aos policiais que seu filho tem perfil de psicopata e é muito perigoso, pois já tinha tentado matar o amigo em outras ocasiões. Inclusive, o próprio amigo confirmou na delegacia o ocorrido. No quarto dele, foram encontrados bonecos de voodoo, um facão, uma espingarda de chumbinho, um soco inglês, um aparelho celular e um relógio.

No Plantão Policial, o indiciado de 23 anos, relatou aos policiais que iria embebedar o amigo e depois esquarteja-lo  no interior da igreja. Ele permaneceu preso por tentativa de furto e permaneceu à disposição da justiça e, seu comparsa foi liberado. Provavelmente ele deve participar de audiência de custódia ainda nesse domingo.

O representante da igreja compareceu na delegacia, após ter conhecimento dos fatos. A Polícia Civil vai investigar esse caso que inclusive é inusitado.

Clique AQUI e comente no Facebook do Jornal de Guará/Marcos Aurélio

www.jornaldeguara.com.br – A informação a um click de você