Primeiro registro de Tapicuru no município de Guaratinguetá

15 de junho de 2020

Imagem/Divulgação: Biólogo Ricardo Mendonça

Em meio à todo o estresse causado para a população devido à pandemia do COVID-19, o isolamento social tem resultado em um menor impacto sobre a fauna, em especial às aves. Prova disso está no primeiro registro de uma ave singular para município e em um local muito próximo ao centro da cidade.

A ave em questão é um Tapicuru, Phimosus infuscatus, da família dos colhereiros e guarás. A ave foi fotografada no Ribeirão São Gonçalo no dia 15 de junho de 2020, pelo biólogo Dr. Ricardo Mendonça.
De acordo com o biólogo, a informação foi dada pelo munícipe Nilton que mora próximo ao local. “Entendendo a importância do registro fui conferir pessoalmente e logo compartilhei a oportunidade com outros observadores de aves da cidade”, relata o biólogo.

Ricardo, que também coordenador do curso de Graduação em Biologia do Unifatea de Lorena/SP, destaca a importância do conhecimento e preservação das aves em Guaratinguetá, “especialmente por ser uma cidade de grande potencial para o turismo ecológico e para birdwatching”.

Clique AQUI e comente no Facebook do Jornal de Guará/Marcos Aurélio

www.jornaldeguara.com.br – A informação a um click de você